Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia | Policia Civil do Estado de Goiás | Jornal Fogo Cruzado DF | JORNAL DO POVÃO DF

0
91
Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia
Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia
Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia
Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia
Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia
imagem13-09-2019-02-09-51
imagem13-09-2019-02-09-51

Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia
Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia
Operação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de GoiâniaOperação A Grande Família do Crime: presas quatro pessoas suspeitas de venderem produtos roubados em supermercado de Goiânia

imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13-09-2019-00-09-25A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), em conjunto com Polícia Rodoviária Federal (PRF) e fiscais da Secretaria da Fazenda, prenderam nessa quarta-feira (11) Leonardo Oliveira Fernandes, Leonardo Oliveira Fernandes Junior, Lucas Faria Fernandes e Wesley Henrique de Brito Araújo. Eles foram autuados durante a Operação A Grande Família do Crime pelos delitos de receptação qualificada, associação criminosa e sonegação fiscal.

Os autuados fazem parte de uma mesma família (pai e filhos) e são sócios proprietários da rede de supermercados Léo, em Goiânia. Os quatro são investigados pela Decar por fazerem parte de uma organização criminosa especializada na receptação de cargas de gêneros alimentícios roubados.

A investigação faz parte da força tarefa estabelecida entre a Polícia Civil, PRF e Sefaz. A atuação do fisco goiano foi determinante para as autuações, tendo os empresários sido multados com valores que se aproximam de um milhão de reais.

Nos átrios dos supermercados e num de seus depósitos, foram encontradas mais de cinco cargas roubadas nos últimos três meses em Brasília e Minas Gerais. Somadas, as cargas que foram roubadas ultrapassam o montante de um milhão e meio de reais.

Delegado responsável: Alexandre Bruno de Barros.

imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13-09-2019-00-09-25
imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13-09-2019-00-09-25
imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13 09 2019 00 09 25
imagem13-09-2019-00-09-25

Relacionado

Comentários

Atenção! Os comentários do Jornal Fogo Cruzado DF são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios podem ser denunciados por outros usuários, acarretando até mesmo a perda da conta do Facebook.

imagem13 09 2019 00 09 26
imagem13 09 2019 00 09 26
imagem13-09-2019-00-09-26

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade