Policial é transportado do lado de fora da viatura durante socorro a feridos em confronto no Morro do Juramento, na Zona Norte do RioReprodução/ TV Globo

Por O Dia

Publicado 27/04/2021 08:17 | Atualizado 27/04/2021 12:02

Rio – Pelo menos duas pessoas morreram e treze ficaram feridas desde a noite de segunda-feira, quando a polícia matou um dos chefes do Morro dos Prazeres e um comparsa. Segundo a PM, o confronto aconteceu por volta das 22h na Rua Barão de Petrópolis, no Rio Comprido. Criminosos teriam atacado uma equipe da UPP da região, entre eles Marcelo da Silva Guilherme, o Marcelinho dos Prazeres, apontado como chefe do tráfico local.

Durante a manhã desta terça-feira, a Polícia Militar realiza operações em diversas comunidades da Zona Norte. Houve ocorrência no Morro da Providência, no Centro do Rio, no Morro do Juramento e na Mangueira, Zona Norte do Rio.

No Morro do Juramento, pelo menos sete pessoas ficaram feridas. A Polícia Militar socorreu os baleados para o Hospital Municipal Salgado Filho.

Segundo a PM, agentes do 41ºBPM em patrulhamento foram atacados por criminosos armados atravessando uma passarela na Avenida Martin Luther King, altura de Vicente de Carvalho, nas proximidades da comunidade Morro do Juramento. Por conta dos disparos, motoristas começaram a voltar na contramão na via.

Até o momento, foram apreendidos quatro fuzis, uma pistola, granada e entorpecentes e sete feridos foram socorridos para unidades de saúde da região. A ocorrência está em andamento.

Morro dos Prazeres

Um tiroteio na Rua Barão de Petrópolis na noite de segunda-feira matou Marcelo da Silva Guilherme, o Marcelinho dos Prazeres, e um comparsa. Um PM teve a arma atingida por um disparo, mas não ficou ferido. Uma mulher de 39 anos, identificada como Bruna Barros, estava em uma van quando foi atingida no pescoço por uma bala perdida e socorrida ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro. A caixa de supermercado estava a caminho da casa da filha de 19 anos no Rio Comprido que faz aniversário nesta terça-feira. Bruna está com estado de saúde estável.

Um áudio que circula nas redes mostra o motorista da van avisando sobre a mulher baleada. No fundo é possível ouvir um disparo de arma de fogo. “Tiro na Barão, rapaziada. Mulher está baleada dentro da minha van!”, alerta. O veículo foi metralhado e as pessoas tentaram se proteger deitando no chão, segundo o relato.

Um homem identificado como Alcemir Joaquim Santana, conhecido como Baby, de 30 anos, foi socorrido pelo SAMU encaminhado para Hospital Souza Aguiar. Ele foi baleado no abdômen, e está estável. O homem tem três anotações criminais.

Também deram entrada no mesmo hospital socorrido por populares: Denis Francisco Lima Paes, baleado nas nádegas e em estado gravíssimo. Denis possui duas anotações criminais; João Vitor Santos Rangel, 19 anos, atingido na perna, com estado de saúde estável; Thiago de Souza Silva, 32, com tiros no tórax e costas, encaminhado ao centro cirúrgico; e Bruna Barros Viana, socorrida por populares para Hospital Souza Aguiar com tiro no pescoço.  

A direção do Hospital Municipal Souza Aguiar informa que recebeu ao todo nove vítimas de disparos por armas de fogo, entre as quais quatro chegaram já mortas e cinco estão estáveis. A unidade não informou a identidade das vítimas e disse que os pacientes deram entrada entre a noite de segunda e a manhã desta terça-feira.

Na ação, a polícia apreendeu um fuzil, uma pistola, dois carregadores e drogas.

Na Mangueira, Zona Norte do Rio, os disparos começaram às 5h. Um policial militar ficou ferido.

No Morro da Providência, no Centro, há relatos de tiros desde as 5h43. Um suspeito morreu durante a ação.

Matéria em atualização



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here