ANÚNCIO

Servir como instrumento nas mãos de Deus é sempre um privilégio e isso acontece de muitas formas, como no salvamento de uma vida. Foi o que aconteceu com o soldado da Polícia Militar Valdevino Marques Neto, que atendeu a um chamado de emergência e precisou agir rapidamente.

ANÚNCIO

No último dia 18, o policial socorreu um homem que teve uma parada cardíaca no município de Alambari, em São Paulo. Ele seguiu os procedimentos de primeiros socorros, o que foi crucial para salvar a vida da pessoa.

“Não há preço em salvar uma vida”, disse ele ao relembrar do resgate, segundo informações do G1. Apesar de ser considerado um herói pelos colegas e também pela vítima da parada cardíaca, Valdevino reconhece que a sua atitude e o sucesso dela só foram possíveis graças a Deus.

“Para mim é um milagre de Deus”, disse ele ao falar da vítima. “Não tem explicação nenhuma. Graças a Deus que ele está vivo, porque eu estou bobo com tudo isso até agora”.

ANÚNCIO

O paciente foi um homem de 59 anos. O policial contou que no primeiro chamado, ele e outro colega policial chamado Luis Leite iniciaram os primeiros procedimentos de socorro, até a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que deu prosseguimento nos cuidados.

ANÚNCIO

“Fizemos a manobra e, quando o Samu chegou, a equipe fez os primeiros procedimentos. Assim que ele [o paciente] estabilizou, colocamos na ambulância. Fui até a entrada de Itapetininga fazendo a manobra”, conta o soldado.

Dentro da ambulância a caminho do hospital, o homem ainda sofreu mais três paradas cardíacas. Mas, apesar do susto, o policial e a equipe de socorro se mantiveram firmes e conseguiram reanimar a vítima, algo que para Valdevino foi marcante.

“Posso afirmar que não tem o que pague fazer uma pessoa voltar a ter pulsação e com certeza vou contar essa história para meus filhos e netos”, disse ele.

ANÚNCIO

Fonte: noticias.gospelmais.com.br/policial-salva-homem-parada-cardiaca-milagre-deus-141109.html

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here