ANÚNCIO

Uma igreja se mobilizou em doações para uma ação social e conseguiu arrecadar o suficiente para quitar dívidas médicas de pessoas em necessidade financeira. O valor quitado foi de US$ 19 milhões e os beneficiados são, na maioria, famílias que vivem nas cidades do entorno da congregação.

ANÚNCIO

A megaigreja VIVE Chicago, em Illinois (EUA), arrecadou junto aos fiéis US$ 100 mil, e criou uma parceria com a ONG RIP Medical Debt, sediada em Nova York e dedicada à quitação de dívidas médicas de famílias de baixa renda, o que possibilitou o pagamento de um grande número de débitos.

Por não ter um sistema de saúde pública universal, os Estados Unidos têm muitas famílias de baixa renda que enfrentam problemas financeiros por conta de dívidas médicas. Ciente desse cenário, muitas igrejas têm investido parte dos dízimos e ofertas na quitação desse tipo de despesa através de um sistema de recuperação dos chamados “créditos podres”.

É muito comum que as clínicas e hospitais vendam esses “créditos podres”, formados pelas dívidas médicas dos pacientes, para empresas especializadas em cobranças. Quando isso acontece, a empresa compra a dívida por um valor muito menor, já que as instituições de saúde, na maioria das vezes, já não esperam receber os valores totais. Assim, a empresa cobra dos pacientes um valor também muito menor do que seria cobrado originalmente.

ANÚNCIO

O pastor Adam Smallcombe, líder da igreja, afirmou em comunicado ao portal The Christian Post que as dívidas financeiras são “um tipo de escravidão moderna que aprisiona famílias inteiras e até gerações em um ciclo de pobreza”, e que por isso sua congregação se mobilizou para ajudar a quitar despesas de origem médica.

ANÚNCIO

“Como igreja e como cristãos, nosso chamado é libertar as pessoas de todos os tipos de opressão, porque somente pessoas livres podem realmente libertar pessoas. É por isso que sentimos como líderes que era necessário trazer esta iniciativa para nossa igreja e eles responderam com fé ousada e generosidade”, afirmou o pastor Smallcombe.

As doações foram feitas pelos fiéis na campanha “For Chicago”, que tem como objetivo ampliar iniciativas sociais no condado de Cook, que forma a região metropolitana da cidade. A ideia é que, ao longo da campanha, US$ 78 milhões de dívidas médicas sejam quitadas, abençoando aproximadamente 71 mil famílias.

“Todos os dias, a dívida médica destrói a estabilidade financeira, a saúde e o bem-estar dos americanos em todo o país”, diz um texto no site da campanha. “Especialmente agora com o desemprego nos EUA em uma alta impressionante [por conta da pandemia], as famílias no Condado de Cook não estão apenas perdendo seus empregos, mas também seu seguro de saúde”, explica a página.

ANÚNCIO

No último domingo, a campanha – que é apoiada por diversas empresas – arrecadou quase US$ 225 mil, de um total de US$ 780 mil que foi estabelecido como meta. “US$ 78 milhões de dívidas abolidas são US$ 78 milhões em acesso renovado ao crédito. São pais capazes de se recuperar da perda de seus empregos sem ter que escolher entre comida na mesa e pagar suas contas médicas”, explica a campanha.

ANÚNCIO

Fonte: noticias.gospelmais.com.br/igreja-ofertas-milhoes-dividas-medicas-familias-carentes-139517.html

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here