Mudança no tempo pode botar gafanhotos rumo ao Brasil de novo, dizem autoridades
Mudança no tempo pode botar gafanhotos rumo ao Brasil de novo, dizem autoridades
Mudança no tempo pode botar gafanhotos rumo ao Brasil de novo, dizem autoridades

Homem em meio a praga de gafanhotos que invadiu a África no início do ano de 2020. Foto: Reprodução

Embora autoridades argentinas tenham informado na manhã desta segunda-feira (29/6) que a nuvem de gafanhotos tenha se deslocado para oeste, em direção ao Rio Paraná, autoridades fitossanitárias brasileiras estão preocupadas com possíveis mudanças climáticas que poderiam facilitar a entrada da praga no Rio Grande do Sul.

+ Praga de gafanhotos faz Ministério declarar estado de emergência

+ VÍDEO: Praga de gafanhotos no Brasil – Fim dos tempos em 2020

“A nossa preocupação é com a influência meteorológica. Se tivermos uma convergência dos ventos, os gafanhotos podem se deslocar para o norte da Argentina e convergir com o oeste e noroeste do Rio Grande do Sul, o que possibilitaria a formação da nuvem e a entrada em território brasileiro”, afirma o chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Secretaria da Agricultura do RS, Ricardo Felicetti.

Por isso, o governo estadual aumentou de 8 para 11 fiscais agropecuários em vigilância nas sete cidades próximas à fronteira com o país vizinho – São Borja, Itaqui, Alegrete, São Luiz do Gonzaga, Barra do Quaraí, Uruguaiana e Santa Rosa. Esse monitoramento tem ocorrido junto com as prefeituras e produtores locais.

“Temos um plano operacional elaborado, mas dependemos ainda de algumas informações do Ministério da Agricultura. Só falta isso ser publicado. Havendo a nuvem, a ação de impacto seria a pulverização, dependendo do deslocamento, já que ela pode entrar coesa ou espalhada, sem um ponto fixo”, conta Felicetti.

Na próxima quinta-feira (2/6), uma reunião por videoconferência está marcada entre os representantes do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) e instituições do setor aéreo na Argentina (Fearca) e no Uruguai (Anepa).

Na pauta, está a intenção de definir novas ações de combate à praga nos países. Devem participar do encontro, além das entidades, representantes do Ministério da Agricultura de cada um dos países envolvidos.

Ação preventiva

Engenheira agrônoma e mestre em entomologia agrícola, Andreza Martinez ressalta que a portaria publicada pelo Ministério da Agricultura na última semana estabelecendo a emergência fitossanitária no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina vale por um ano.

“Uma preocupação é surgir novas populações. Por isso, a praga precisa ser controlada preventivamente daqui para a frente. Esperamos que esse trabalho de controle no território argentino se mostre eficaz. Se a prevenção for bem feita nos próximos meses, a gente não tem o risco da formação de uma nova nuvem no ano que vem”, analisa Martinez, que é gerente regulatório de Defensivos Químicos da Croplife Brasil, entidade que reúne 35 empresas das áreas de defensivos agrícolas, biotecnologia, germoplasma e biodefensivos.

(Com Globo Rural)

Praga de gafanhotos na África se espalha para outros continentes

Relacionado

Comentários

Atenção! Os comentários do Jornal Fogo Cruzado DF são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios podem ser denunciados por outros usuários, acarretando até mesmo a perda da conta do Facebook.

imagem30-06-2020-09-06-45
imagem30-06-2020-09-06-45

Fonte: fogocruzadodf.com.br/noticias/mundo/mudanca-no-tempo-pode-botar-gafanhotos-rumo-ao-brasil-de-novo-dizem-autoridades

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here