Nesta sexta-feira (19), foi entregue a revitalização do box de emergência do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência no atendimento de pacientes com Covid-19.

No local, que fica dentro do Pronto Socorro, foram feitas as readequações do ar condicionado, ar comprimido, tomadas e pontos de oxigênio. Além disso, houve a troca de monitores e bombas de infusão, a instalação de quatro pontos de hemodiálise para pacientes mais graves. Com as melhorias, os leitos se tornaram semi-intensivos. Hoje, são seis leitos de emergência, sendo quatro com suporte de hemodiálise.

imagem20-06-2020-04-06-08
imagem20-06-2020-04-06-08
Os monitores e bombas de infusão foram trocados, quatro pontos de hemodiálise foram instalados para pacientes mais graves. Fotos:Agência Saúde

Houve também a instalação de oito pontos de internet e seis computadores na sala de prescrição médica, instalação de lavatório próximo aos leitos e readequação do espaço. Além de criar uma sala de paramentação.

“Este box tem perfil de UTI semi-intensiva, um grande ganho para a rede, que servirá não só para a pandemia, mas será um legado. A revitalização foi feita em 20 dias, mesmo com o Pronto Socorro funcionando”, afirma o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Ricardo Tavares.

Para o diretor do Hran, Ulysses de Castro, realizar uma obra em plena pandemia, sem parar os atendimentos mostra a capacidade de toda a equipe do hospital e o esforço conjunto.

“O box de emergência é o coração do hospital, é aqui que é realizado o primeiro atendimento, onde é dado todo o suporte imediato. Quanto mais precoce é o atendimento, melhor é a evolução do paciente. Além disso, a hemodiálise salva vidas, pois é frequente os pacientes mais graves apresentarem falência renal com necessidade de hemodiálise.

Neste caso, poderemos dar um atendimento mais completo, exatamente como na UTI.”, afirma o médico intensivista e Referência Técnica Assistencial (RTA) de Gerência de Emergência do Hran, Orlando Lopata.

Homenagem

Na ocasião, foi feita a homenagem ao técnico de enfermagem Eliomar de Oliveira, supervisor da equipe de enfermagem do Pronto Socorro do Hran. Ele foi o primeiro profissional do hospital a se infectar como coronavírus. Ficou internado por 14 dias na enfermaria.

“Tive 25% de comprometimento dos meus pulmões, mas graças a Deus não cheguei a ir para a UTI. Além disso, tive o apoio de todos os colegas de trabalho, que cuidaram de mim, isso foi muito importante e fez toda a diferença”, relata.

Eliomar também comemorou a revitalização do local de trabalho, pois disse que as melhorias irão beneficiar não só os pacientes como os profissionais, que terão melhores condições de trabalho.

Ricardo Tavares agradeceu a equipe de todo o hospital e disse que as homenagens devem ser feitas em vida, por isso a importância de destacar o papel brilhante que cada um exerce.

Leia a matéria em: http://www.saude.df.gov.br/hran-tem-box-de-emergencia-revitalizado/

*Com informações Agência Saúde

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/06/19/emergencia-do-hran-recebe-novos-equipamentos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here