PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores
PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores
PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores
PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores
PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores
PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores

O procurador-geral da República, Augusto Aras, tem analisado com cuidado os balanços e o gerenciamento de gestões anteriores à sua no comando do Ministério Público Federal. Várias irregularidades estão sendo encontradas, que vão de bancos de dados secretos a atos de improbidade por parte de integrantes do MPF.

Receba a newsletter do Poder360todos os dias no seu e-mail

Uma dessas irregularidades já foi parcialmente divulgada: possível falha e fraude no processo de escolha da lista tríplice –os 3 nomes que os procuradores escolhem para sugerir ao presidente a República a respeito de quem deve o ocupar a chefia da PGR.

Augusto Aras não participou desse processo de lista tríplice. No governo de Jair Bolsonaro cresceu a percepção de que houve uma “sindicalização” dos procuradores da República. É uma corporação pequena (cerca de 3.000 integrantes com direito a voto), com pouca transparência (não se conhece em detalhes os gastos do Ministério Público) e altos salários na comparação com o restante da população.

A lógica de Bolsonaro foi a de que não faz sentido que cerca de 3.000 pessoas possam definir quem será o procurador-geral da República e não o presidente que, em geral, é eleito com mais de 50 milhões de votos. Por essa razão, Bolsonaro ignorou a lista tríplice e escolheu Augusto Aras.

Na busca de dados sobre o gerenciamento da PGR, Augusto Aras recebeu, segundo apurou o Poder360, relatórios sobre superfaturamento de contratos, bancos de dados secretos aos quais o acesso era difuso e sem regramento e atos de improbidade.

Uma prática que foi muito usada em gestões anteriores era o pagamento em dobro de diária para procuradores que estavam fora de suas sedes. Muitos passaram a dobrar o salário. Esse tipo de procedimento foi aos poucos eliminado por Augusto Aras, o que provocou muita reação de colegas.

 

Continuar lendo

imagem29 05 2020 01 05 21
imagem29 05 2020 01 05 21
Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade

Compartilhe isso:

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Fonte: xn--flashdenotcias-9lb.com.br/destaques/pgr-investiga-desvios-de-procuradores-em-gestoes-anteriores-poder360-correio-df

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here