Ativistas anti Alexandre de Moraes descumprem medidas restritivas e são presos
Ativistas anti Alexandre de Moraes descumprem medidas restritivas e são presos
Ativistas anti Alexandre de Moraes descumprem medidas restritivas e são presos
Ativistas anti Alexandre de Moraes descumprem medidas restritivas e são presos
Ativistas anti Alexandre de Moraes descumprem medidas restritivas e são presos
Ativistas anti Alexandre de Moraes descumprem medidas restritivas e são presos

A Polícia Civil de São Paulo prendeu neste sábado (16.mai.2020) Jurandir Pereira Alencar e Antonio Carlos Bronzeri acusados de descumprir medidas restritivas do isolamento social impostas para frear as infeções causadas pela covid-19 e fazer protestos na capital paulista.

Os 2 também são investigados por crimes contra a honra do ministro STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes. São acusados de perturbação do sossego, ameaça, injúria e difamação contra o ministro. Em 2 de maio, fizeram uma manifestação em frente à casa de Moraes em São Paulo. Chegaram a ser detidos, mas foram liberados logo em seguida.

Os mandados de prisão deste sábado (16.mai.2020) foram emitidos pela juíza de plantão Ana Carolina Netto Mascarenhas, do Tribunal de Justiça de São Paulo. Eis a íntegra (65Kb) do pedido.

Receba a newsletter do Poder360todos os dias no seu e-mail

De acordo com a magistrada, os 2 ativistas “desrespeitaram o benefício da liberdade provisória concedido, bem como para a garantia da ordem pública, imprescindível neste momento vivido”. 

Alencar e Bronzeri são líderes do acampamento localizado na Praça Abilio Soares, em frente a Assembleia Legislativa do Estado. A ordem de prisão foi dada no local por policiais que estavam infiltrados.

Agora, de acordo com a Polícia Civil, os 2 ativistas também serão investigados por desobediência, infração de medida sanitária preventiva e incitação ao crime.

imagem17 05 2020 00 05 52
imagem17 05 2020 00 05 52
imagem17-05-2020-00-05-52

Antônio Carlos Bronzeri e Jurandir Pereira Alencar estão presos preventivamente em São Paulo Reprodução Polícia Civil de São Paulo -16.mai.2020

Manifestações

Em 2 de maio, manifestantes vestidos com as cores verde e amarelo protestaram em frente ao prédio onde mora o ministro Moraes. O grupo, a favor do presidente Jair Bolsonaro, gritou palavras de ordem contra o ministro e o STF (Supremo Tribunal Federal).

O protesto foi feito 2 dias depois de o ministro do Supremo suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria geral da Polícia Federal. Ele tinha sido indicado pelo presidente Bolsonaro. O chefe do Executivo classificou a decisão de Moraes como “política” e disse que iria recorrer.

Na última 3ª feira (12.mai.2020), a Justiça de São Paulo acatou a denúncia do Ministério Público de São Paulo e tornou Alencar e Bronzeri réus.

Assista ao vídeo do protesto (3min 9seg):

Continuar lendo

imagem17 05 2020 01 05 31
imagem17 05 2020 01 05 31
Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade

Compartilhe isso:

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Fonte: xn--flashdenotcias-9lb.com.br/destaques/ativistas-anti-alexandre-de-moraes-descumprem-medidas-restritivas-e-sao-presos-poder360-correio-df

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here