Prefeitos preferiam tratar com Eduardo Pazuello que com Nelson Teich
Prefeitos preferiam tratar com Eduardo Pazuello que com Nelson Teich
Prefeitos preferiam tratar com Eduardo Pazuello que com Nelson Teich
Prefeitos preferiam tratar com Eduardo Pazuello que com Nelson Teich
Prefeitos preferiam tratar com Eduardo Pazuello que com Nelson Teich
Prefeitos preferiam tratar com Eduardo Pazuello que com Nelson Teich

O ministro da Saúde demissionário, Nelson Teich, que pediu exoneração na manha desta 6ª feira (15.mai.2020), sofria desprestígio inclusive fora do governo.

Em meio à pandemia, quando os municípios passaram a precisar de ainda mais interlocução com a pasta que Teich comandava, prefeitos preferiam tratar com o secretário-executivo, Eduardo Pazuello, que assumirá interinamente a pasta.

Receba a newsletter do Poder360todos os dias no seu e-mail

General, Pazuello foi alçado ao cargo por sua capacidade de organização logística. Autoridades que lidam diretamente com o ministério o elogiam por conseguir tirar projetos do papel.

Ele é o responsável direto por compras de equipamentos e insumos e distribuição para as pontas do SUS (Sistema Único de Saúde), operadas principalmente por Estados e Municípios.

Em Brasília, a nomeação dele e outros militares para o ministério levantou suspeitas de que Nelson Teich seria tutorado na pasta.

O anúncio de que Pazuello ocuparia o cargo foi em 22 de abril. Teich tivera o nome confirmado no ministério em 16 de abril. Pediu exoneração 1 dia antes de completar 1 mês no cargo.

O antecessor de Teich, Luiz Henrique Mandetta, foi demitido por discordâncias com o presidente Jair Bolsonaro.

Bolsonaro minimiza a pandemia e pressionava para que as pessoas voltassem ao trabalho, enquanto Mandetta prega o isolamento social como forma de conter o avanço do coronavírus.

O presidente da República também insistia em promover a cloroquina e a hidroxicloroquina como remédio viáveis para tratar a covid-19, causada pelo vírus. A droga tem efeitos colaterais sérios e não há comprovação científica de sua eficácia contra o vírus.

Mandetta tinha restrições à forma como Bolsonaro promovia o remédio. Teich, também.

A informação mais atualizada do Ministério da Saúde é de que o Brasil tem, até agora, 202.918 casos confirmados de covid-19 e ao menos 13.993 causadas pela doença.

imagem15 05 2020 15 05 44
imagem15 05 2020 15 05 44
imagem15-05-2020-15-05-44

Continuar lendo

imagem15 05 2020 17 05 33
imagem15 05 2020 17 05 33
Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade

Compartilhe isso:

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Fonte: xn--flashdenotcias-9lb.com.br/destaques/prefeitos-preferiam-tratar-com-eduardo-pazuello-que-com-nelson-teich-poder360-correio-df

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here