A população do Paranoá recebeu, nesta sexta-feira (8), um mutirão contra o Aedes aegypti, promovido por mais uma edição do programa Sanear Dengue. Ao todo, 125 agentes de Vigilância Ambiental e 15 militares do Corpo de Bombeiros vistoriaram residências e orientaram os moradores a como impedir a proliferação do mosquito transmissor da dengue e outras arboviroses.

“Eles foram distribuídos nas áreas mais críticas do Paranoá. O fumacê foi passado no início da manhã e larvicidas colocados nas residências e comércio. O objetivo principal é orientar a população para eles perceberem a importância do seu papel para eliminar o mosquito”, informou o diretor da Vigilância Ambiental, Edgar Rodrigues.

O gestor lembrou que moradores precisam aproveitar o período de quarentena durante a pandemia para inspecionarem com mais frequências suas residências. “Temos que continuar combatendo a Covid-19, mas também temos que lembrar da dengue, para diminuir sua incidência na região. Ela também é um importante problema de saúde pública”, ressaltou

Uma das ações mais esperadas pelos moradores foi o uso de máquinas costais (UBV costal) para espalhar inseticidas na quadra 25 do Paranoá. Várias casas no mesmo conjunto habitacional tiveram pessoas com dengue este ano, o que motivou os agentes de Vigilância Ambiental a darem prioridade ao local.

A residência da dona de casa Suzana Castro, de 51 anos, foi uma das visitadas na quadra. Ela já teve dengue três vezes, enquanto suas vizinhas também tiveram a doença este ano. “Essa é uma ação muito importante aqui. Como teve muitos casos na quadra, ter os agentes passando o inseticida ajuda muito”, elogiou.

Conforme o mais recente boletim epidemiológico semanal da Secretaria de Saúde, o Paranoá registrou 288 casos prováveis de dengue neste ano. Em todo o Distrito Federal, já foram notificados 24.418 casos prováveis da doença, com 14 óbitos.

Sanear-DF

 As ações fazem parte do programa Sanear-DF. Proposto pela Secretaria Executiva das Cidades (Secid) e pela Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) em função do Decreto nº 40.550, de 23 de março, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrentes do novo coronavírus.

Participam desse projeto as administrações regionais do DF, as secretarias de Comunicação, Transporte e Mobilidade, Segurança Pública, Políticas Públicas, Educação, DF Legal, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF) e a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb).

Dengue

 Dentro do programa Sanear-DF, também estão previstos os mutirões para combater o mosquito da dengue, feitos cotidianamente pelos agentes da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival).

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/05/08/paranoa-recebe-mutirao-de-combate-ao-aedes-aegypti

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here