imagem02-05-2020-09-05-16
imagem02-05-2020-09-05-16
| Foto: SODF / Divulgação

Essencial para a segurança de comerciantes e usuários do Setor de Abastecimento e Indústria (SIA), as obras de construção da Via de ligação do Setor de Inflamáveis, iniciadas em outubro de 2019, são fruto de convênio firmado entre Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) e Secretaria de Obras (SODF) no valor de R$ 10,1 milhões (mais precisamente, R$ 10.132.497,91). Pelo acordo, compete à empresa alocar os recursos financeiros para a execução dos serviços. À SODF cabe realizar as obras.

Leia também

imagem02-05-2020-09-05-20
imagem02-05-2020-09-05-20

Drenagem no Setor de Inflamáveis está 51% executada

Até o momento foram executados 51% dos serviços de drenagem previstos no projeto. O secretário de Obras do GDF, Luciano Carvalho, destaca que este trabalho é de suma importância para a cidade.

“Vamos melhorar e trafegabilidade no local”, afirma. “Em virtude das chuvas dos últimos meses, a obra andou em ritmo mais lento. Com a chegada da estiagem, vamos acelerar os serviços para que possamos concluir as obras no prazo previsto”, acrescenta Luciano.

A Terracap tem importante papel na realização dessa importante obra para a cidade. “Por meio de convênio, a agência se comprometeu a repassar recursos para a execução de obras de drenagem e pavimentação”, explica o presidente da empresa, Izidio Santos.

imagem02-05-2020-09-05-21
imagem02-05-2020-09-05-21
| Foto: SODF / Divulgação

Ele ressalta que um dos papéis da agência é justamente o de fomentar o desenvolvimento da cidade por meio de investimentos em obras de infraestrutura.

“A rota de segurança no Setor de Inflamáveis trará benefícios para todo o DF, pois uma explosão no local trará consequências inimagináveis. Nosso papel é atuar em conjunto com os demais órgãos como vetor de crescimento”, finaliza.

Saiba mais

Além da drenagem, será construída a continuidade das vias já existentes (IN-1 e IN-2), seguindo paralelamente à via férrea até o Conjunto Lúcio Costa, onde se incorporam à via marginal da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Cada uma das duas novas vias terá duas faixas de rolamento (mão dupla), com 7 metros de largura, calçadas e ciclovia, em uma extensão total de 3,7 quilômetros.

A via de ligação servirá principalmente para evasão e acesso do Corpo de Bombeiros. Um incêndio no setor, por menor que seja, é capaz de trazer consequências catastróficas para Cidade Estrutural, Cidade do Automóvel, Cruzeiro, Octogonal, Lúcio Costa, Guará e Vicente Pires. Um incidente dessa natureza comprometeria o abastecimento de combustível e gás de cozinha na capital do país.

* Com informações da Secretaria de Obras e Infraestrutura

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/05/01/parceria-garante-recursos-para-obras-da-via-de-ligacao-do-setor-de-inflamaveis

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here