O Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) teve oficializado o seu grupo de trabalho para a Covid-19. São profissionais de áreas estratégicas da unidade que têm a missão de alinhar as diretrizes definidas pelo Plano de Contingência do Distrito Federal para a Infecção Humana pelo Coronavírus à realidade do hospital.  As equipes já atuavam desde janeiro, mas agora, as ações, pautas e demandas seguirão institucionalizadas e organizadas diariamente. O grupo recebe desde demandas apontadas por usuários a temas mais complexos da área técnica.

Para Marina Araújo, coordenadora do grupo e diretora do Hmib, institucionalizar processos é traçar um caminho das ações realizadas, bem como ter a possibilidade de reunir os vários atores de forma organizada num objetivo comum. “Desde janeiro, já vínhamos nos reunindo, mas oficializar e institucionalizar é algo importante porque são os melhores meios para organizarmos temas e definirmos as ações que merecem prioridade. Temos a possibilidade também de rever o que não está dando certo de forma dinâmica”, declarou a gestora.

O grupo possui um servidor de cada área e, diariamente, se reúne para rever fluxos e demandas. Poderá ainda convidar outros servidores do Hmib, com conhecimento no assunto em discussão para atuarem como colaboradores, quando pertinente e necessário.  Dentre muitas ações, uma das primeiras será implantar o fluxo de testagem dos servidores assintomáticos de 15 em 15 dias. O grupo determinará a estratégia para fazer o levantamento dos servidores ativos, atestados e cruzar com os exames que serão realizados. O teste foi instituído pela SES e a unidade estuda trabalhar com agendamento.  O grupo de apoio e conversas conduzido por psicólogos e psiquiatras também já foi uma ação identificada para ajudar servidores que estão sofrendo de ansiedade e cansaço mental.

Marina Araújo lembrou que várias iniciativas são feitas para atender os colegas de maneira proativa e local. “A participação de cada unidade é um termômetro de relação entre as áreas e os diversos públicos do hospital. Cada uma expõe a necessidade que identifica ou recebe de outro colega, até um fluxo que antes funcionava, mas agora precisa ser revisto. A boa gestão ouve a todos os implicados”, afirmou.

O grupo atuou ainda na reorganização do fluxo sobre os partos e atendimentos ginecológicos que ocorriam no Hospital Regional da Asa Norte.  Esta unidade teve toda  estrutura  direcionada ao atendimento dos pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19, ficando resguardada apenas a Unidade de Queimados e cuidados paliativos. Com a ajuda da Rede Cegonha do Ministério da Saúde, os partos hoje são regulados em parceria com o Hospital Universitário de Brasília. Pacientes da Região Centro-Sul são regulados para o Hmib. Região Central, obstetrícia no HUB.

O Grupo de Trabalho terá atuação enquanto perdurar a vigência do Decreto Nº 40.475, de 28 de Fevereiro de 2020. A SES/DF está com na quinta versão do Plano de Contingência do Distrito Federal para Infecção Humana pelo novo Coronavírus – COVID-19.

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/04/29/grupo-de-trabalho-no-hmib-reforca-acoes-contra-covid-19

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here