O crescimento do número de novos casos de coronavírus segue em ritmo previsto pela Secretaria de Saúde. Caso a população consiga manter o isolamento social, como tem sido até agora, a previsão é que o Distrito Federal atravesse o previsto pico da pandemia de forma mais tranquila. A avaliação positiva foi feita pelos gestores da Secretaria de Saúde durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (23).

Além dos leitos na rede própria e os contratados em hospitais particulares, a Secretaria de Saúde também está preparando o hospital de Polícia Militar e ainda dois hospitais de campanha – um no estádio Mané Garrincha e outro para atender a população carcerária, no Complexo Penitenciário da Papuda.

Leia também

“O aumento tem ocorrido, diariamente, em torno de 2,5%. Está dentro das projeções apontadas, um crescimento de forma controlada, o que nos permite preparar cada vez mais a rede de forma a dar atenção a todos os pacientes que precisarem”, explica o subsecretário de Vigilância em Saúde, Eduardo Hage.

O secretário de Saúde, Francisco Araújo, destacou tudo o que a pasta tem feito, juntamente com o Governo do Distrito Federal, para dar uma resposta à altura do que a população espera. “Estamos com 102 leitos de UTI para Covid-19, sendo que 31 deles estão ocupados. Trabalhamos sempre para ter mais leitos disponíveis do que a população esteja precisando”, frisou.

“Amanhã, entregaremos mais 20 leitos para pacientes com coronavírus, na Unidade de Pronto Atendimento do Núcleo Bandeirante”, anunciou o secretário. Francisco Araújo disse também que, nos próximos dias, deverão ser disponibilizados mais 15 leitos no Hospital Regional de Taguatinga.

Já o diretor do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF), Sérgio Costa, responsável pela gestão das unidades de pronto atendimento (UPAs), além do Hospital de Base e de Santa Maria, também destacou o empenho na abertura de novos leitos para pacientes com Covid-19.

“Estamos alinhados e seguindo o plano de contingenciamento. E em tudo que somos acionados, procuramos dar a resposta necessária. Hoje, temos 40 leitos de UTI ativos no Hospital Regional de Santa Maria, com regulação de pacientes. Temos 10 leitos de suporte ventilatório no Pronto Socorro e 16 de retaguarda. Temos a ala sul do Hospital de Base pronta para resposta, com 50 leitos, e nos preparando para ativar parte deles nos próximos dias”, informou.

Francisco Araújo também ressaltou a quantidade de testes disponíveis. “A Secretaria de Saúde comprou cinco mil testes e o Ministério nos enviou sete mil, depois mais nove mil, depois 12 mil e ontem recebemos mais 20 mil e já estamos pedindo outros 20 mil. Finalizamos um processo de compra, de 300 mil testes, na última segunda-feira, com o prazo de dez dias para a empresa entregar. Então, não haverá falta de teste”, destacou o secretário.

Ele disse, ainda, que o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-DF) conta com 60 mil testes swab, que utilizam secreção do nariz e da garganta, para fazer a testagem. “O Lacen aumentou sua capacidade de atendimento, funcionando 24 horas, para servir bem a comunidade”, destacou.

Testagem

Dentre as ações no DF está a testagem em massa, iniciada em sistema drive trhu na terça-feira (21). Nos três primeiros dias, 10.508 pessoas foram testadas e 117 deram resultado positivo.

“Em um universo desse, apenas oito casos precisaram ser refeitos e o foram no mesmo momento”, diz o secretário adjunto de Gestão, Ricardo Tavares, ao ser questionado sobre exames que deram falso positivo naqueles realizados no drive trhu. “Em qualquer testagem, é esperado um percentual de falso positivo ou falso negativo”, frisou.

Quando encontrado um caso positivo, a pessoa testada recebe as orientações de como proceder. “Se for um caso leve, ela é orientada a ficar em casa, de quarentena, por 14 dias e uma equipe da saúde monitora esse paciente, durante este período, para saber se ela teve alguma mudança no quadro. Em caso de piora, deve procurar uma unidade de saúde rapidamente”, explica Ricardo Tavares.

Até essa sexta-feira (24), oito pontos estão fazendo a testagem neste sistema: estacionamentos 4, 6, 11 e 13 do Parque da Cidade, Estádio Mané Garrincha, Residência Oficial do Governador e nas universidades Unieuro e Uniplan, em Águas Claras.

Segundo Ricardo Tavares, a partir da próxima segunda-feira, outros dois locais receberão o serviço. “Vamos atender nos estacionamentos do Iguatemi Shopping e do Parkshopping. Depois, há a probabilidade de testarmos em Ceilândia, Gama e Sobradinho I”, acrescentou. Para oferecer maior comodidade à população, o atendimento passará a ser agendado por meio do site TestaDF.

Transparência

Durante a coletiva, o secretário de Saúde foi perguntado sobre os questionamentos feitos pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, referente a algumas licitações.

“O Ministério Público, órgão de controle e com toda credibilidade, que temos maior respeito, está no papel dele. Iremos convidá-lo para que tenham acesso a todos os processos, pois tudo está sendo feito com transparência e legalidade, respeitando os trâmites legais”, destacou Francisco Araújo.

Ele ressaltou que tudo tem sido feito seguindo o que está na lei, com publicação de todos os processos no Diário Oficial e em site administrado pela controladoria. “Nada que estamos fazendo para proteger as pessoas é feito na obscuridade. Tudo está sendo feito com transparência. Por isso, nos sentimos completamente à vontade para chamar qualquer órgão de controle”, frisou.

Francisco Araújo também tornou a elogiar os profissionais da saúde que, segundo ele, estão colocando suas próprias vidas em risco para salvar a vida de outras pessoas. “Por isso, estamos fazendo de tudo para protegê-los, mantendo o estoque de EPIs [equipamentos de proteção individual], pagando gratificações, possibilitando teletrabalho para quem é possível”, elencou.

 

* Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/04/23/curva-de-contaminacao-evolui-de-acordo-com-o-previsto

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here