Renan Olaz/CMRJ

Dr. Jairinho, vereador do Rio de Janeiro

Uma amiga íntima de uma ex-namorada de Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho
, disse, em entrevista a revista Veja, que quando o filho da ex do vereador saía com ele, voltava roxo ou com a perna quebrada. Ambas as mulheres preferiram não se identificar.

Após o caso da morte de Henry
, a polícia já ouviu depoimentos de 16 pessoas. Entre os relatos, há agressões do vereador contra a filha de uma ex-namorada. Em declarações, uma amiga íntima de uma ex-namorada do vereador, disse que Jairinho
arranjava motivos para sair sozinho com o filho da amiga e que em uma das saídas, a criança voltou desfigurada e com os olhos roxos, como se tivesse passado por uma “sessão de tortura”. Nessa ocasião, o vereador teria alegado que a criança havia caído de cabeça.

Em outra, o menor chegou com perna fraturada
na altura do fêmur. A explicação foi que o menino tinha se prendido no cinto de segurança e tropeçado ao sair do carro”. “Nas duas vezes, Jairinho o levou a uma clínica de conhecidos dele. Minha amiga estava deslumbrada e tinha medo por ele ser poderoso”, contou a mulher.

Além disso, uma ex-mulher do vereador, com quem tem dois filhos, disse que também já apanhou do vereador. Ana Carolina Ferreira Netto registrou duas queixas na polícia: em 2014, afirmou que, depois de uma discussão, ele teve um “ataque de fúria”, desferindo socos e pontapés, a ponto de ser hospitalizada; a outra, de 2020, cita apenas ” lesões corporais
“.

Uma outra ex-namorada
de Jairinho afirmou que ele dava remédio para ela dormir. Durante o depoimento no inquérito que trata de supostas agressões cometidas por Jairinho, e que corre paralelo à investigação da morte do menino, ela contou que desconfiou da medicação durante uma viagem.

Ela contou que ele teria feito isso para poder falar com a ex-mulher. A ex-namorada disse, ainda, que não tomou, mas fingiu dormir, e flagrou o vereador segurando sua filha pelos braços. Ainda durante depoimento à polícia, a ex-namorada de Jairinho
relatou alguns episódios de agressão:

  • “Afirma que chegou a rasgar sua roupa na rua, especificamente quando a viu chegando em casa vindo de uma ‘balada’”;
  • “Uma vez, quando queria conversar com a declarante e esta se recusou, Jairinho a puxou pela grade do portão da casa da mãe da declarante, o que fez com que batesse seus seios contra a grade”;
  • “Algumas vezes em que (a filha) estava sozinha com Jairinho este a levava até o carro e dizia coisas como ‘você atrapalha a vida da sua mãe’, ‘a vida da sua mãe ia ser mais fácil sem você’”;
  • “Dava ‘mocas’ em sua cabeça e torcia suas pernas e braços (em relação à filha)”;
  • “Em uma das vezes Jairinho a levou (a filha) a uma piscina e que neste lugar afundava sua cabeça embaixo d’água”.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here