Em sete dias de fiscalização das medidas de controle ao avanço do novo coronavírus, a prefeitura do Rio de Janeiro registrou um total de 7.363 autuações. Foram aplicadas, no período, 495 multas a bares, restaurantes e ambulantes, e interditados 89 estabelecimentos que descumpriam as medidas de restrição.

Somente ontem (1º), a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) contabilizou 1.234 autuações, com 31 estabelecimentos fechados e 63 multas conferidas a ambulantes, restaurantes e bares. Os comboios de fiscalização contaram com agentes da Seop, Guarda Municipal, Instituto Municipal de Vigilância Sanitária e apoio da Polícia Militar, e percorreram pontos da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Penha, Realengo, Tijuca, Vila da Penha, Marechal Hermes, Bento Ribeiro, Campinho, Madureira, entre outros bairros das zonas oeste e norte.

A Seop autuou também nessa quinta-feira um supermercado, após registro de aglomeração no estabelecimento. Além disso, foram fechadas lojas de roupas, de itens para aparelhos celulares, de conveniência e uma academia.

Respeito

O secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale, avaliou que as operações seguem positivas, porque “a grande maioria da população entendeu a gravidade do momento e tem respeitado as medidas de proteção à vida. De toda forma, a prefeitura segue nas ruas fiscalizando e autuando aqueles que insistem em descumprir o decreto. Ontem, por exemplo, multamos uma grande variedade de atividades que atuavam fora do permitido pelas determinações sanitárias atuais”, manifestou Carnevale.

As equipes de fiscalização atuam para cumprir as determinações do decreto nº 48.644, publicado no Diário Oficial de 22 de março de 2021, que estabeleceu o fechamento dos serviços não essenciais por dez dias, a partir de 26 de março.

Até 4 de abril, bares e restaurantes podem funcionar apenas com entregas em domicílio e nos sistemas take away (sistema de produção e comercialização de refeições em estabelecimentos, que não são consumidas no local) e drive-thru (serviço de entrega fornecido por uma empresa que permite aos clientes comprar produtos sem sair de seus carros). Está proibida também a permanência na areia das praias, o estacionamento em toda a orla marítima e a entrada de ônibus de fretamento no município.

Guarda Municipal

As forças-tarefa da Guarda Municipal realizaram ações em pontos onde são registradas aglomerações e nos locais de denúncias enviadas por cidadãos via Central 1746 da prefeitura do Rio. As equipes atenderam chamados nos bairros de Ipanema, Flamengo, Copacabana e Leme, na zona sul da cidade; e Olaria, Anil, Senador Vasconcelos, entre outros, na zona norte. Os agentes realizaram patrulhamento em toda a orla da cidade para orientar banhistas sobre a proibição da permanência na areia. As rondas aconteceram nas praias do Leme ao Pontal, incluindo Flamengo, Botafogo e Urca. Também aconteceram na orla da zona oeste, nas praias da Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes.

Secretaria Municipal de Ordem Pública do RioSecretaria Municipal de Ordem Pública do Rio

Divulgação – Secretaria Municipal de Ordem Pública do Rio

Já as equipes do Grupamento Especial de Trânsito (GET) percorreram toda a orla fiscalizando a proibição de estacionamento determinada pelo decreto. Foram aplicadas 121 multas ontem (1º). O patrulhamento foi reforçado ainda nas estações do BRT, com equipes atuando para coibir aglomerações. A ação acontece nos três corredores do sistema: Transcarioca, Transolímpica e Transoeste.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here