ANÚNCIO

Em diversos momentos, especialmente na juventude, o grande objetivo é “curtir a vida”, algo que muitas vezes, do ponto de vista cristão, é interpretado de forma errônea, onde a tal curtição é associada a práticas nada saudáveis e muito distantes do que Deus desejaria como sendo a Sua vontade, como é o caso da festa de Carnaval.

ANÚNCIO

Apesar disso, jovens como Larissa van Boekel, de 35 anos, que já frequentaram tais festas acreditando poder encontrar algo bom em poucos dias de folia, hoje garantem que é muito melhor manter uma vida de curtição caminhando com Deus, do que sem Ele.

Larissa, por exemplo, compreendeu isso após sofrer uma agressão no Carnaval da Bahia. “Eu deveria ter escutado a minha mãe e não ter ido para Salvador no Carnaval, mas eu achava que merecia ‘abstrair’ e ‘curtir’ com as minhas amigas. Viver aquela ‘fantasia eterna’ que na época eu achei que fiquei ‘feliz’’, disse ela.

Ela contou que o episódio de agressão que lhe rendeu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), também chamado popularmente de “derrame”, ocorreu em 2018, quando saiu do Rio de Janeiro para Salvador durante o período de Carnaval.

ANÚNCIO

No meio da multidão, ela disse que sentiu uma pancada na parte de trás do seu pescoço. Apesar de ter caído, o impacto não foi suficiente para lhe retirar a consciência. “Mesmo assim eu pensei: ‘Ah é perrengue, mas é legal!’”, disse ela. “No dia seguinte fui embora apavorada com aquilo que eles chamavam de festa”.

ANÚNCIO

Uma semana depois da agressão, Larissa apresentou os primeiros sintomas do AVC. Ela teve forte dores na cabeça, vômitos e estava com metade do corpo dormente. Apesar disso, a primeira avaliação médica foi errada. Em vez de realizarem exames para tentar detectar qualquer gravidade decorrente da pancada, os médicos a liberaram.

“Cheguei a ser medicada com morfina de tanta dor que estava sentido e os médicos me liberaram”, disse ela. Só após mais uma semana sentindo os mesmos sintomas e sem resultados dos medicamentos, ela voltou ao hospital e, finalmente, detectaram o AVC em Larissa.

“O médico disse que eu poderia ter morrido na hora que levei a pancada no pescoço”, disse ela. Hoje, Larissa está com a sua vida voltada para Deus, pois ela entende que foi agraciada com um milagre. Festa agora, só a que vem dos céus.

ANÚNCIO

“Eu não gosto de falar que tive sorte, porque eu sou nova e que por isso minha recuperação foi mais fácil… Até porque sorte e coincidências não existem… Eu acredito que eu recebi um milagre de Deus! Eu renasci! E que tudo isso tinha um propósito na minha vida”, disse ela, segundo o Guiame.

ANÚNCIO

“Só sei que quanto mais eu procurava a Deus, mais eu estava me encontrando! Sou muito grata a Ele por tudo o que aconteceu em minha vida (…) Hoje sou mais feliz, mais realizada pessoalmente, profissionalmente e espiritualmente! Eu me encontrei! Obrigada Jesus por ter me resgatado”, diz Larissa.

Fonte: noticias.gospelmais.com.br/jovem-e-agredida-no-carnaval-da-bahia-sofre-avc-e-reconhece-milagre-de-deus.html

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here