Ministério da Saúde corrige data da primeira morte por covid 19 no Brasil
Ministério da Saúde corrige data da primeira morte por covid 19 no Brasil
Ministério da Saúde corrige data da primeira morte por covid 19 no Brasil

O Ministério da Saúde retificou a data do primeiro óbito por covid-19 no país. Anteriormente, o dia da primeira morte foi divulgado como 16 de março. Neste sábado (27) porém, o ministério afirmou que a ocorrência foi dia 12 de março.

A paciente, uma mulher de 57 anos, faleceu em São Paulo após dar entrada no Hospital Municipal Dr. Carmino Caricchio, um dia antes. Em março, quando houve o registro do primeiro óbito, não foram divulgadas informações sobre o gênero da vítima, idade, nome ou cidade em que vivia.

“Em relação aos três óbitos ocorridos no dia 16/03, todos foram em São Paulo. Dos quatro óbitos ocorridos no dia 17/03, dois foram em São Paulo e dois no Rio de Janeiro. É importante reforçar que os óbitos foram incluídos no Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe) ao longo do tempo”, aponta a pasta.

Leia mais

Vacina contra o coronavírus começa a ser testada em São Paulo

23 jun, 2020

INSS prevê reabertura de agências para 13 de julho

22 jun, 2020

O Ministério destaca ainda que os dados de mortalidade representam “uma fonte fundamental de informação demográfica, geográfica e de causa de morte. Estes dados são usados para quantificar os problemas de saúde e determinar ou monitorar prioridades ou metas em saúde. O gráfico de óbitos por data da ocorrência reflete com mais precisão o número de óbitos confirmados por COVID-19 no momento em que eles ocorreram, e auxiliam aos gestores na melhor compreensão na dinâmica de ocorrência da pandemia no Brasil. O Ministério da Saúde vem divulgando semanalmente os óbitos por data da ocorrência por meio dos boletins epidemiológicos semanais.”

Neste sábado (27), a pasta anunciou que vai firmar um acordo de cooperação entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade de Oxford e AstraZeneca para o desenvolvimento tecnológico e acesso do Brasil à vacina para covid-19. Nas últimas 24 horas o país registrou 1.109 óbitos. No total, 57.070 brasileiros já perderam a vida para a doença. O país tem 1.313.667 resultados positivos para o novo coronavírus.

Confira a nota do Ministério na íntegra:

O Ministério da Saúde informa que o primeiro óbito confirmado laboratorialmente por COVID-19 no Brasil ocorreu no estado de São Paulo, no dia 12/03/2020, numa paciente do sexo feminino, com 57 anos, que deu entrada no Hospital Municipal Dr Carmino Caricchio no dia 11/03. E o segundo óbito ocorreu no dia 15/03. Ressalta-se que, no próximo Boletim Epidemiologico será feita a correção. Em relação aos três óbitos ocorridos no dia 16/03, todos foram em São Paulo. Dos quatro óbitos ocorridos no dia 17/03, dois foram em São Paulo e dois no Rio de Janeiro. É importante reforçar que os óbitos foram incluídos no Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe) ao longo do tempo.

Assim, óbitos ocorridos nos meses de março e abril, foram notificados depois. Conforme o Ministério da Saúde adquiriu mais testes de diagnóstico laboratorial de SARS-CoV-2 e distribuiu aos estados, as amostras foram processadas, incluindo investigação de óbitos.

Diariamente estados e municípios divulgam em seus boletins a atualização de casos e óbitos de Covid-19 por data de registro (notificação), e encaminham para o Ministério da Saúde consolidar e divulgar por meio dos canais oficiais. A partir do momento que os estados e municípios atualizam o SIVEP Gripe, a base nacional é atualizada e os dados são disponibilizados. A fonte de dados de óbitos por data de ocorrência é o SIVEP Gripe, que é o sistema oficial brasileiro de registro de casos hospitalizados e óbitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Portanto, eventuais divergências podem ocorrer pelo tempo em que se leva para o registro dessas informações pelos Estados e municípios neste sistema. Como informado no boletim epidemiológico 19, existiam 3.972 óbitos em investigação, que podem ser confirmados por COVID-19, Influenza ou outros vírus e agentes etiológicos. Na medida em que os resultados são disponibilizados pelos laboratórios e as equipes de vigilância epidemiológica atualizam o SIVEP Gripe, as informações são atualizadas a nível nacional.

A pasta destaca que os dados de mortalidade representam uma fonte fundamental de informação demográfica, geográfica e de causa de morte. Estes dados são usados para quantificar os problemas de saúde e determinar ou monitorar prioridades ou metas em saúde. O gráfico de óbitos por data da ocorrência reflete com mais precisão o número de óbitos confirmados por COVID-19 no momento em que eles ocorreram, e auxiliam aos gestores na melhor compreensão na dinâmica de ocorrência da pandemia no Brasil. O Ministério da Saúde vem divulgando semanalmente os óbitos por data da ocorrência por meio dos boletins epidemiológicos semanais.

imagem28 06 2020 00 06 22
imagem28 06 2020 00 06 22

Continuar lendoConteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade

Compartilhe isso:

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Fonte: xn--flashdenotcias-9lb.com.br/noticias/politica/ministerio-da-saude-corrige-data-da-primeira-morte-por-covid-19-no-brasil-congresso-em-foco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here