ANÚNCIO

Arqueólogos que estavam fazendo escavações na antiga cidade de Betsaida, conhecida como a cidade que rejeitou Jesus no passado, foram obrigados a pararem os trabalhos por casa de uma forte chuva que causou inundação no local.

ANÚNCIO

Moti Aviam, professor do Kinneret College e líder das escavações, ficou estarrecido com a situação inusitada, visto que a região ficou completamente debaixo d’água, segundo informações do Haaretz Breaking Israeli.

“Obviamente, eu sabia que o Kinneret [Mar da Galiléia] havia subido, mas não sabia como esse aumento afetaria a escavação”, disse Aviam ao jornal israelense, explicando a origem da inundação e o fato das águas não descerem como de costume.

“Não me lembro de algo assim nos últimos 30 anos”, disse ele, “apesar de não deixar de checar. Mesmo que chova forte em abril e maio, em julho ou agosto, o local sempre seca.”

ANÚNCIO

A vila de El-Araj, segundo pesquisadores, é mencionada no Novo Testamento como a cidade de nascimento dos três discípulos de Jesus, Pedro, André e Felipe, razão pela qual possui grande valor para a história do cristianismo e arqueologia bíblica.

ANÚNCIO

A Bíblia registra no livro de Lucas 10:13-15 o momento no qual a vila foi citada como um lugar onde não houve o arrependimento.

“Ai de você, Corazim! Ai de você, Betsaida! Porque se os milagres que foram realizados entre vocês o fossem em Tiro e Sidom, há muito tempo elas se teriam arrependido, vestindo roupas de saco e cobrindo-se de cinzas. Mas no juízo haverá menor rigor para Tiro e Sidom do que para vocês”, diz o texto.

De acordo com Aviam, acredita-se que o que devia ser a Igreja dos Apóstolos está debaixo da água, pois foram encontrados restos de uma estrutura bizantina referente ao período dos primeiros pais da Igreja.

ANÚNCIO

“No momento, a água está 80 centímetros acima do mosaico da igreja bizantina, que foi construída 500 anos após o tempo de Jesus”, disse Aviam. Ele também explicou que possivelmente a igreja foi construída em cima da casa dos discípulos Pedro e André, que eram irmãos.

ANÚNCIO

“A água do lago sobe e desce ao longo dos tempos, e nenhum dano foi causado”, disse Aviam. “Conservamos o piso de mosaico da igreja e a água que está nela não vai prejudicá-lo. Mas mesmo que o nível da água diminua até julho, não poderemos continuar os trabalhos de escavação por causa da lama”, destacou.

Fonte: noticias.gospelmais.com.br/vila-rejeitado-jesus-inundada-arqueologos-136140.html

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here