Vereador de Palmas pede que igrejas sejam enquadradas como atividades essenciais   JM NOTÍCIA
Vereador de Palmas pede que igrejas sejam enquadradas como atividades essenciais JM NOTÍCIA
Vereador de Palmas pede que igrejas sejam enquadradas como atividades essenciais JM NOTÍCIA

imagem03-06-2020-11-06-22
imagem03-06-2020-11-06-22
Vereador de Palmas pede que igrejas sejam enquadradas como atividades essenciais

Em sessão ordinária realizada nesta terça-feira, 02, na Câmara Municipal de Palmas, o vereador Moisemar Marinho (PDT) defendeu a sociedade e protocolou, na Casa Legislativa, Projeto de Lei que estabelece as igrejas e os templos de qualquer culto sejam enquadrados como atividade essencial em períodos de calamidade pública.

O parlamentar defendeu que o Executivo Municipal não deve legislar por meio de decretos, retirando o direito consagrado pela Constituição Federal, no Artigo 5º, VI, que é o direito inviolável ao livre exercício dos cultos religiosos.   “As atividades desenvolvidas pelos templos religiosos se mostram essenciais durante os períodos de crises, pois, além de toda a atividade desenvolvida na assistência social, o papel dessas instituições impõe atuação com atendimentos presenciais que ajudam a lidar com as emoções das pessoas que passam por necessidades”, justificou.

No projeto, Moisemar Marinho estabelece que possa ser realizada a limitação do número de pessoas presentes em tais locais, de acordo com a gravidade da situação e desde que, por decisão devidamente fundamentada da autoridade competente, devendo ser mantida a possibilidade de atendimento presencial nos locais. “Vim, aqui, não apenas para fazer uma defesa às igrejas, mas à sociedade porque as igrejas resgatam vidas”, disse.

VEJA TAMBÉMCongresso “Tenha Coragem” reunirá milhares de testemunhas de Jeová em Palmas

Incoerência do Executivo

O vereador alegou que a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB) é incoerente ao permitir que os ônibus de transporte coletivo da Capital circulem com 100% da capacidade, mas restringe a realização de cultos. “Ela [Cinthia Ribeiro] tem feito algumas manifestações nas redes sociais, mas não as pratica. É por isso que não podemos deixar essa incoerência se sustentar por meio de uma insegurança jurídica”, disse.

Ele pediu, ainda, que a prefeita Cinthia Ribeiro esclareça o que é uma aglomeração. “A prefeita não definiu, nos decretos, o que é uma aglomeração. Liberou vários comércios a funcionarem, inclusive os próprios servidores estão trabalhando acumulados, e proíbe as igrejas de se reunirem, até mesmo com cinco ou sete pessoas”, finalizou.

Relacionado

Comentários

Atenção! Os comentários do Jornal Fogo Cruzado DF são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios podem ser denunciados por outros usuários, acarretando até mesmo a perda da conta do Facebook.

imagem03-06-2020-11-06-22
imagem03-06-2020-11-06-22

Fonte: fogocruzadodf.com.br/noticias/mundo/vereador-de-palmas-pede-que-igrejas-sejam-enquadradas-como-atividades-essenciais-jm-noticia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here