Felipe Neto diz que Bolsonaro é ameaça e que governo vive ‘do caos’
Felipe Neto diz que Bolsonaro é ameaça e que governo vive ‘do caos’
Felipe Neto diz que Bolsonaro é ameaça e que governo vive ‘do caos’
Felipe Neto diz que Bolsonaro é ameaça e que governo vive ‘do caos’
Felipe Neto diz que Bolsonaro é ameaça e que governo vive ‘do caos’
Felipe Neto diz que Bolsonaro é ameaça e que governo vive ‘do caos’

O youtuber e empresário Felipe Neto afirmou nesta 2ª feira (18.mai.2020), em entrevista ao programa Roda Viva, que o governo do presidente Jair Bolsonaro utiliza a comunicação de maneira eficiente, “seja essa comunicação feita de maneira legal ou questionável”, e que o atual mandatário vive do “caos”.

“O governo atual do Brasil, infelizmente, vive do caos, vive da promoção do caos, da promoção do desespero, do medo e do caos. É disso que grande parcela  da população brasileira se identifica. Principalmente pela ignorância, infelizmente, o resultado de anos e anos e muitos anos de descaso com a educação básica”.

O influenciador digital declarou que a equipe do chefe do Executivo federal “não está preocupada em falar sobre plano de governo, sobre medidas de solução”, mas que “ela está preocupada em inflamar”.

Felipe Neto, entretanto, afirmou que a oposição não consegue reagir porque, segundo ele, está desunida. “Já a oposição está fazendo tudo errado há muito tempo […]. Em termos de comunicação, a oposição está desunida, tem dificuldade de falar e está começando a aprender agora a usar as redes sociais”.

Receba a newsletter do Poder360todos os dias no seu e-mail

A jornalista do SBT Rachel Sheherazade, que foi 1 antigo desafeto de Felipe Neto, participou da bancada de entrevistadores. A jornalista questionou o influenciador sobre a migração dele do publico infanto-juvenil para a critica política, bem como sobre o manifesto feito por ele para que os comunicadores se posicionem a respeito da atual conjuntura política.

“A minha cobrança, de fato a outros influenciadores, teve como gatilho quando o presidente Jair Bolsonaro começa a não só apenas flertar com uma possível opressão –como ele flertou ao longo de toda a vida– mas ele começa de fato a agir em função disso. Quando ele começa a ir em manifestação, quando ele começa a ter ao seu redor pessoas pedindo o fechamento do STF e do Congresso Nacional. Quando ele tem ali 1 Roberto Jefferson da vida tirando foto com fuzil e falando que o STF não resiste a 1 fuzil… então, quando as coisas começam a se tornar mais práticas, ali sim foi 1 gatilho pra que minha cobrança passasse a ser 1 pouco mais contundente. É 1 absurdo que alguém ainda se cale depois desses detalhes que eu acabei de citar”.

Neto afirmou que faz 1 mea culpa e diz que se arrepende de ter apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016. Ele classificou o processo como “golpe”.

“Faço mea culpa sem problema algum. Um defeito que eu não tenho é o de teimosia. Errei muito no passado, aprendi muito desses erros. Não sou adorador de 1 projeto petista, mas no momento do impeachment a minha colaboração, embora não fosse comparável ao alcance de hoje, sem dúvida foi utilizada a maneira errada, equivocada, por falta de leitura, estudo. Passei os últimos 4 anos tentando corrigir esse erro e usando minha força pra afastar essa opressão que vemos hoje”, analisou o youtuber.

Manifesto aos influenciadores

Felipe Neto declarou que não se arrepende de ter chamado os influenciadores que não se posicionam contra o presidente Jair Bolsonaro de cúmplices do fascismo.

O youtuber se referia a 1 vídeo que gravou para influenciadores e pessoas públicas conclamando para que se posicionem contra o atual mandatário.

“Demorou para eu ter feito aquele vídeo. Já não dá mais para ficar calado. Qualquer pessoa que fique calada já é conivente com o que está acontecendo. Eu não me arrependo nem um pouco. Mais pessoas precisam dar eco a essa cobrança para que influenciadores e comunicadores comecem a perceber a responsabilidade que traz atingir tanta gente”, afirmou.

Vídeo-carta aberta para todos os artistas e influenciadores do Brasil. pic.twitter.com/5LsuKUWfdw

— Felipe Neto (@felipeneto) May 9, 2020

Na entrevista, Felipe Neto descartou a possibilidade de entrar para a política, bem como emprestar a sua imagem para alçar pessoas a cargos políticos. Disse desacreditar em “salvadores da pátria”. Foi direto quando questionado sobre sua posição no caso de 1 eventual 2º turno entre Jair Bolsonaro e algum outro candidato: “o outro candidato”.

“A política não vive de salvadores da pátria. A gente não vai ter salvadores da pátria. O Bolsonaro não tem como salvar a pátria. O [Sergio] Moro nao tem como salvar a pátria. E ninguém tem como isoladamente salvar a pátria”, afirmou.

Religião e política

O youtuber comentou embate jurídico entre ele o pastor Silas Malafaia envolvendo a ordem de apreensão de quadrinhos feita pela Prefeitura do Rio de Janeiro que ocorreu durante a Bienal em 2019.

Contrário à ordem do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), de barrar a comercialização das HQs, Felipe Neto comprou 14 mil exemplares de revistas consideradas “impróprias” pela prefeitura

Neto ingressou com ação contra Malafaia por injúria e difamação citando 1 vídeo feito pelo pastor em que o religioso se refere como “bandido e canalha” quem distribuiu revistas de temática LGBTQ+ na entrada da Bienal Internacional do Livro, em setembro. Malafaia não cita o nome de Felipe Neto no vídeo publicado em 7 de setembro.

A disputa judicial entre Malafaia e Neto envolve a ordem de apreensão de quadrinhos da Bienal feita pela prefeitura do Rio de Janeiro que ocorreu durante a Bienal. Contrário à ordem do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), de barrar a comercialização das HQs, Felipe Neto comprou 14 mil exemplares de revistas consideradas “impróprias” pela prefeitura e distribuiu gratuitamente ao público na entrada do evento.

“Se não existir intolerância contra os intolerantes, eles dominam. É exatamente essa a visão que eu tenho a respeito do pastor Silas Malafaia”, disse o youtuber.

Raio-X

Felipe Neto tem 32 anos. É ator, comediante, escritor e empresário. Tem mais de 37 milhões de inscritos em seu canal no Youtube, onde possui quase 10 bilhões de visualizações.

Participaram da entrevista desta 2ª feira (18.mai) no Roda Viva Maria Claudia Almeida, head de comunicação do Twitter; Rachel Sheherazade, apresentadora do telejornal SBT Brasil; a jornalista e escritora Mariliz Pereira Jorge; Edgard Piccoli, apresentador e radialista; e Carol Pires, correspondente do jornal The New York Times e colunista da revista Época.

Assista à íntegra do programa (1h47min20s):

Continuar lendo

imagem19 05 2020 09 05 09
imagem19 05 2020 09 05 09
Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade

Compartilhe isso:

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Fonte: xn--flashdenotcias-9lb.com.br/destaques/felipe-neto-diz-que-bolsonaro-e-ameaca-e-que-governo-vive-do-caos-poder360-correio-df-2

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here