Lançado pelo Banco de Brasília em meio à pandemia da Covid-19 para minimizar os impactos financeiros decorrentes da crise do coronavírus, o Supera-DF já aprovou R$ 1,93 bilhão. A concessão de crédito é praticamente o dobro da prevista inicialmente, de R$ 1 bilhão.

“O programa Supera-DF tem permitido ao BRB dar uma contribuição efetiva para mitigar os efeitos da pandemia na economia do Distrito Federal”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

O balanço mais recente do programa foi fechado na última sexta-feira (8) e mostra que os contratos repactuados, ou seja, que tiveram os pagamentos suspensos por 90 dias, passaram de R$ 1,27 bilhão. 

O montante engloba repactuações de clientes Pessoa Física (PF) e Pessoa Jurídica (PJ). O BRB é o único banco do mercado que incluiu a modalidade de crédito consignado no programa de suspensão de três meses dos pagamentos de operações.

 Segundo balanço do Supera-DF, outros R$ 660 milhões em limites de crédito* foram aprovados no período. O valor refere-se a novas operações contratadas por empresas de diferentes setores da cadeia produtiva.

 Até o último dia 8, 4.496 clientes procuraram o BRB para acessar as linhas de crédito do Supera-DF. Foram abertas 1.444 novas contas.

* Com informações do BRB

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/05/12/supera-df-dobra-concessao-de-credito-e-aprova-r-19-bilhao

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here