ANÚNCIO

Um muçulmano iraniano que se apresentou como chefe da Associação Médica Al-Sadiq para Ciência e Educação, disse em um vídeo que a urina de camelo é uma cura para o coronavírus e outros problemas pulmonares, e que também pode prevenir e curar o câncer.

ANÚNCIO

Mehdi Sabili publicou o vídeo em sua conta no Instagram no dia 18 de abril de 2020. Após expor sua crença de que há evidências na tradição islâmica de que a urina de camelo foi usada como remédio para problemas pulmonares, ele bebe um copo cheio de urina de camelo e convida seus seguidores a fazerem o mesmo.

De acordo com a organização Memri, Sabili também convidou os interessados a irem a uma fazenda de camelos para que possam beber um copo cheio de urina de camelo “fresca e quente” três vezes ao dia, por três dias

A repercussão negativa levou as autoridades iranianas a agirem contra o muçulmano, já que o Irã tem mais de 100 mil casos de contaminação pelo novo coronavírus e mais de 6.300 mortes pela Covid-19. Sabili foi preso no dia 22 de abril por “perturbar a opinião pública”.

ANÚNCIO

Tradição

ANÚNCIO

Há no islamismo uma crença relacionada ao consumo de urina de camelo para benefícios de saúde que remonta ao profeta da religião, Maomé. Essa tradição é mais apreciada por parte dos xiitas do Irã e seus líderes religiosos, os imãs.

Conforme o portal Padom, há hadiths (em português, Hádice ou Hadiz) – que são um corpo de leis, lendas e histórias sobre a vida de Maomé, e os próprios dizeres do profeta nos quais ele justifica as suas escolhas ou oferece conselhos – em que ele teria prescrito medicinalmente a ingestão de urina de dromedários.

Para muitos muçulmanos, essa ainda é uma prática em voga e continua a ser considerada uma grande dádiva que, na crença da religião, até protege contra o fogo do inferno. Entre os seguidores mais radicais, mesmo que a ciência não referencie essa prática, ela deve ser mantida por ter sido uma prescrição do profeta, que não deve ser questionada.

ANÚNCIO

Um exemplo disso é o episódio, em 2012, quando o influente pensador islâmico chamado Dr. Zaghlul al-Naggar, presidente do Comitê de Noções Científicas do Egito no Corão, declarou em um programa de televisão ao vivo que um centro médico em Marsa Matrouh havia se especializado em tratar pessoas com urina de camelo, tudo de acordo com o conselho do profeta.

ANÚNCIO

Quando o apresentador questionou al-Naggar, dizendo que a urina é onde são expelidas todas as toxinas do corpo, o representante da “ciência islâmica” respondeu, arrogante: “Eu sou mais velho que você e tenho mais conhecimento que você. Você não vai me ensinar; Vou ensinar gerações de pessoas como você”.

Fonte: noticias.gospelmais.com.br/muculmano-beber-urina-de-camelo-curar-coronavirus-134731.html

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here