Falta de UTIs por covid 19 faz Estados escolherem que pacientes internar
Falta de UTIs por covid 19 faz Estados escolherem que pacientes internar
Falta de UTIs por covid 19 faz Estados escolherem que pacientes internar
Falta de UTIs por covid 19 faz Estados escolherem que pacientes internar
Falta de UTIs por covid 19 faz Estados escolherem que pacientes internar
Falta de UTIs por covid 19 faz Estados escolherem que pacientes internar

Espírito Santo, Pará, Ceará, Amazonas, Pernambuco e Rio de Janeiro tem ocupação acima de 70% em leitos de UTIs devido ao novo coronavírus. Nos últimos 2 Estados, o percentual está acima de 90%. A informação é de reportagem do jornal O Estado de S. Paulo desta 6ª feira (1º.mai.2020).

Na 2ª feira, o Conselho de Medicina de Pernambuco adotou uma escala de prioridade para definir que pacientes tem acesso ao leito de UTI. Eis a íntegra da recomendação (101 KB), publicada no Diário Oficial da União no dia 28 de abril.

Receba a newsletter do Poder360todos os dias no seu e-mail

O documento considera a chance de sobrevivência do paciente a curto e longo prazo. Quanto menor a pontuação, maior a indicação para 1 leito de UTI, de acordo com o anexo à resolução:

“Doentes com as pontuações mais baixas devem receber suporte avançado de vida e/ou cuidados intensivos. Os doentes com pontuações muito elevadas devem ser elegíveis para cuidados paliativos associados as medidas curativas disponíveis”.

imagem01 05 2020 10 05 28
imagem01 05 2020 10 05 28
imagem01-05-2020-10-05-28

Reprodução/Cremepe – 27.abr.2020

Uma medida semelhante é estudada no Rio de Janeiro. De acordo com o jornal Extra, 1 protocolo técnico está em análise para definir os critérios de prioridade e desempate na hora de determinar que pacientes devem ser internados e podem receber respiradores.

Seis órgãos terão condições analisadas e o funcionamento será pontuado de 0 (bom) a 24 (péssimo). Quanto menor a nota, maior a chance do doente terá de conseguir 1 leito.

Oferta de vagas e lista de espera

Pernambuco já criou 348 leitos de UTI para pacientes com covid-19. Segundo o governo Estadual, a média é de 10 novas vagas por dia. No dia 29 de abril, a taxa de ocupação estava em 96%.

Já o Rio de Janeiro criou 287 vagas de UTI para pessoas com suspeita da doença ou diagnóstico confirmado. A Secretaria de Saúde do Estado informou que 94,8% já estão ocupadas. Em todo o sistema, 85% dos leitos de tratamento intensivo têm pacientes.

Ceará e Pará estão com 87% das vagas de UTI ocupadas. No Espírito Santo, a taxa é de 72%. Amazonas afirmou não ter dados para toda rede estadual. Na capital, 89% dos leitos criados para pacientes de covid-19 já estão ocupados.

São Paulo, Estado com o maior número de casos, tem ocupação de 69%, contando com os leitos da rede pública e privada.

Continuar lendo

imagem01 05 2020 12 05 19
imagem01 05 2020 12 05 19
Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade

Compartilhe isso:

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Fonte: xn--flashdenotcias-9lb.com.br/destaques/falta-de-utis-por-covid-19-faz-estados-escolherem-que-pacientes-internar-poder360-correio-df

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here